Ernesto_Grosman_Retrato_edited.jpg

ERNESTO GROSMAN

Ernesto Livon Grosman nasceu e cresceu na Argentina, é escritor e cineasta,ensina literatura e cinema no Departamento de Comunicação do Boston College. Seus filmes incluem Madi (2016), sobre o movimento construtivista na Argentina e no Uruguai durante os anos 1940 e Brascó (2013), uma história da vida política e cultural da Argentina nos últimos cinquenta anos pelos olhos do poeta, editor e artista Miguel Brascó. Escreveu, editou e contribuiu para diversos livros, ensaios, filmes e projetos online sobre o trabalho experimental de vários poetas e cineastas latino-americanos. Seus livros incluem The Oxford Book of Latin American Poetry (2009) e Geografías Imaginarias: La patagonia y la literatura de viaje (2004). Seu filme mais recente é Wolff On Composition (2021) sobre a obra experimental do músico Christian Wolff, que será apresentado no Colóquio no dia 19/8, quinta-feira, 19h30 seguida de debate com o diretor. https://www.surynorth.com/

APRESENTAÇÃO
A Inscrição da natureza em duas paisagens nacionais

A paisagem é o andaime no qual o estado-nação sustenta narrativas das suas origens. Essa estrutura representacional usa a paisagem para contar uma história fundadora que gira em torno da relação entre a natureza e a cultura. Na Argentina, a paisagem da Patagônia foi associada com a ideia de vazio que solicitava uma ocupação territorial e a necessidade de exploração econômica e científica. Narrativas de viagem cuidadosamente desenvolvidas ajudaram a criar o imaginário de uma paisagem que necessitava de ser dominada para dar lugar a uma nova nação. Na Nova Inglaterra (New England), no nordeste dos Estados Unidos, a paisagem também foi uma noção instrumental para desenvolver narrativas nacionais fundadoras. Da literatura à música, a cultura inscreveu a natureza com a ideia de um território excepcional que esperava tornar sublime o político. Em ambos os casos, as paisagens são estruturas prontas para desenhar a ideia de nação. 

PUBLICAÇÕES

18
19
20