foto do autor.jpg

LOURENÇO CARDOSO

Lourenço Cardoso - Bacharel em Antropologia Social (UnB) e Mestre em Comunicação na linha de Imagem e Som (UnB). Dedica-se à pesquisa e produção fotográfica com ênfase no fotojornalismo e na fotografia documental. Foi professor substituto na Universidade de Brasília (UnB), professor adjunto da faculdade de Jornalismo da Universidade Paulista (UNIP), professor assistente na faculdade de fotografia e cinema do Instituto de Educação Superior de Brasilia (IESB) e atualmente leciona as disciplinas de fotojornalismo e fotografia publicitária no Centro Universitário de Brasília (Uniceub).

APRESENTAÇÃO:
Olhares múltiplos, paisagens fragmentadas e narrativas autorais: uma análise do prêmio Olhar Brasília de Fotografia 

O prêmio Olhar Brasília de Fotografia, realizado no ano de 2019 e promovido pelo portal de notícias olharbrasilia.com, teve como intuito fomentar a produção de imagens que refletissem sobre a diversidade regional e paisagística que compõem a capital federal. Com o tema “A beleza de uma capital que se revela”, o concurso contou com pouco mais de 400 imagens inscritas que em conjunto nos levam para um sinuoso trajeto de significados e paisagens mutáveis. A partir da leitura e decodificação dos elementos escolhidos e representados pelos participantes, analiso o modo como estas distintas alegorias produzem múltiplos significados sobre a cidade e tecem uma rede de paisagens metafóricas sobre este território e seus lugares. Cenas foram emolduradas por olhares díspares, por personagens com percepções multifacetadas e que refletem a inconstância na tradução visual de uma localidade. São fotografias que vão da consolidação do olhar comum – muitas vezes aprisionado no conceito de cidade arquitetônica - a imagens que nos obrigam a vasculhar a consciência de seus autores para tatearmos possíveis sentidos.

PORTFÓLIO

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

Cidade inventadas

As imagens que foram inscritas para o prêmio “Olhar Brasília de Fotografia” tecem diferentes narrativas sobre esta cidade. Nesse ensaio procurei separá-las em conjuntos que foram categorizados pelos elementos representados nas cenas inscritas. Ao analisar esses conjuntos foi possível identificar alguns padrões visuais que remetem ao modo como a capital federal é percebida pelos personagens que a habitam e, de um modo mais específico, pelos personagens que participaram deste prêmio. O primeiro grupo de fotografias sinaliza a percepção de que a cidade é de certa forma pautada por suas características arquitetônicas, como um espaço urbano moderno que se sobressai aos demais elementos que compõem a urbe. No segundo conjunto de fotografias analisadas percebemos uma exaltação da natureza que compõem este lugar. Aqui é possível identificar a preponderância do uso de elementos naturais que ora emergem como rupturas ou mesmo como fissuras na paisagem urbana. O terceiro conjunto de fotografias é marcado pelas incongruências interpretativas de seus elementos e pela subjetividade de seus autores. Talvez este último seja o conjunto de maior complexidade e de difícil tato dentre os três analisados. Essa percepção se deve não pela capacidade que essas imagens possuem de narrar sobre a paisagem e o espaço de Brasília, mas pelo fato de inventarem uma outra cidade.